Quinta-feira, 28 de Julho de 2005

Sem ti, procuro...

mao1_f.jpg



Quero ver-te!

Tenho tantas saudades do teu rosto!!!!

Daquele olhar que nunca pousou em mim,

O sorriso que nunca vi, do qual apenas pressenti o esboço.

Quero ouvir-te!

A voz quente e poderosa que me disse “Olá”,

Que me perguntou: “És tu?”

E eu, tal qual uma adolescente, corei

Num rosáceo que não viste, mas pressentiste,

À falta da minha voz.



Saudades tuas,

Saudades minhas,

Que me deixam pela metade de mim.

publicado por eu34 às 15:31
link do post | obrigada pela visita | favorito
|
10 comentários:
De Anónimo a 1 de Agosto de 2005 às 15:51
Palavras assim tão intensas...só mesmo de quem ama intensamente :) Beijo enormesylpha
(http://almanua.blogs.sapo.pt)
(mailto:sylpha@sapo.pt)
De Anónimo a 31 de Julho de 2005 às 23:59
Essa saudade mescla com angustia e necessita da vivência. Gostei muito! Um abraaaaaço Paula
(http://www.paulaluamar.blogs.sapo.pt)
(mailto:golfinhaluar@hotmail.com)
De Anónimo a 31 de Julho de 2005 às 13:10
a ausência, a saudade, implica o querer. o querer implica amar. amar implica escrever estas belas palavras. 1001 beijitos.Pensamentos em Branco
(http://pensamentosembranco.blogs.sapo.pt)
(mailto:anakatcc@hotmail.com)
De Anónimo a 30 de Julho de 2005 às 18:29
Ás vezes é bom ter saudade...do que nunca se teve.
Gostei muito do teu poema, nunca serás metade de ti mesmaSandra Nunes
(http://contagemdecrescente.blogs.sapo.pt/)
(mailto:sandrablog@sapo.pt)
De Anónimo a 30 de Julho de 2005 às 01:18
Há alturas na vida em que um abraço sincero vale mais que o mais eloquente dos discursos. Deixo-te tb um beijo embrulhado em sorrisos!ferrus
(http://ferrus.blogs.sapo.pt)
(mailto:falcato.joao@clix.pt)
De Anónimo a 29 de Julho de 2005 às 18:39
Tenho andado um pouco afastada de tudo isto, nem tenho feito as minhas leituras que de tantas saudades já tenho. Obrigada por teres lido as minhas palavras...fizeste algo que nunca ninguém tinha feito, imprimi-las. Nem eu própria. Um beijo enorme...tenho pena que estejas cansada...* * *Vampiria
(http://www.childrenofglamour.blogs.sapo.pt)
(mailto:ppppppp@hotmail.com)
De Anónimo a 29 de Julho de 2005 às 02:24
A saudade mata,por isso tem k se ter mnt cuidado...
Força...
Estou contigo...
moreninho
(http://www.regressaami.blogs.sapo.pt)
(mailto:D_F_A_@hotmail.com)
De Anónimo a 28 de Julho de 2005 às 22:15
'que me deixam pela metade de mim' ... - é mesmo assim a sensação de não estarmos completos quando a ausência se instala. Cabe-nos supri-la com a verdade do que se sente. O resto vem sozinho... :) Um beijo grande :)Carla
(http://acarosnoarmario.blogs.sapo.pt)
(mailto:cferreirapedro@sapo.pt)
De Anónimo a 28 de Julho de 2005 às 19:26
Querida Eu33
A voz pode ser um poderoso afrodisíaco.
Um beijo
DanielDaniel Aladiah
(http://aladiah.blogspot.com)
(mailto:aladiah2005@hotmail.com)
De Anónimo a 28 de Julho de 2005 às 16:39
Sabes, a ausência, ao invés de provocar o esquecimento, em situações mágicas e profundas como esta, provoca um desenvolvimento dos sentimentos, que acabarão por quebrar todas as regras e levar-vos-ão a quebrar essa ausência. Senti-te!alfa69
(http://daquidali.blogs.sapo.pt)
(mailto:aalmas@marbosserra.pt)

Comentar post

.estou por aí... entre a realidade e os sonhos....

.pesquisar

 

.Dezembro 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Até lá...

. Análise

. Pergunto...

. Alice perdeu o amor.

. Quarto sem luz ...

. Inocência perdida.

. Espaço vazio.

. Resistir (sem data de reg...

. Li algures...

. A olhar a minha rua.

.arquivos

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.subscrever feeds